Impublicáveis

5 ago

Eles guardavam o grito preso. Escondiam a paixão proibida da moça. Como um mendigo agarrado ao seu velho cobertor, eles estavam condenados ao silêncio dos lábios dela.

Eram confusos, às vezes perversos e noutras horas, se dividiam entre o amor e o ódio.

A moça os guardava a sete chaves. Eram intocáveis, impublicáveis pensamentos, vagando nos trilhões da mente que os prendeu.

Anúncios

4 Respostas to “Impublicáveis”

  1. Mauro Sérgio #PSVsite 5 de agosto de 2010 às 6:17 pm #

    êêê!!! se revelando bigger, hein, lua semvergonhante.

    AdorO

  2. Rebeca Acioli 5 de agosto de 2010 às 9:32 pm #

    Vc ta se inspirando em mi mp escrever seus textos, né!?Fala a verdade! hauhauahuahauhauahuahuaahu

    bjos

  3. Tiago Moralles 6 de agosto de 2010 às 11:55 am #

    Perdidos devaneios.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: